Metade do ano passou, como estão suas metas?

by - julho 03, 2023


O mês de julho chegou e trouxe com ele a sensação de espanto por metade do ano já ter passado. Nesse momento a gente tende a fazer um balanço de todas as metas que fizemos no ano novo e que não foram concluídas até agora.

Aquela reeducação alimentar foi adiada para a próxima segunda-feira, depois a próxima e assim até chegarmos no meio do ano. Os planos para a mudança de emprego que traziam entusiasmo foram substituídos por pensamentos do tipo “as coisas não estão tão ruins assim, melhor deixar isso para outro momento”. As idas à academia nem se falam.

Deslizes e confusões são problemas normais aos quais todos nós estamos vulneráveis. A vida não segue um roteiro pronto e como consequência podemos perder o foco dos objetivos que queremos alcançar.

E que época melhor do que o meio do ano para fazer uma revisão das metas que ainda podem ser alcançadas? Sendo assim, aqui estão algumas dicas para ajudar você a retomar a motivação e cumprir seus objetivos.

Comece fazendo perguntas importantes

Estamos vivendo um momento histórico onde a vida parece estar cada dia mais corrida, são tantos compromissos e obrigações para serem resolvidos que é muito fácil esquecer dos planos que você prometeu seguir na virada do ano.

Conforme deixamos esses objetivos para depois, fica mais difícil encará-los. Aquela animação para mudar hábitos e conquistar metas vai esfriando, até que chega um momento em que nossa mente nos convence de que já é tarde demais para pensar nisso e que desistir é mais fácil. E assim adicionamos mais sonhos não realizados a nossa cota.

Um exercício que pode ajudar você a reencontrar a motivação para cumprir suas metas é entender os sentimentos que estão afastando você do seu propósito. Use um diário, ou mesmo um pedaço de papel, e responda às seguintes perguntas:

“Como estou realmente me sentindo sobre isso?”

“Isso é realmente importante para mim?”

“Estou bem em desistir disso?”

“Vou aceitar desistir ou tenho um bom motivo para voltar aos trilhos?”

Tome o tempo que precisar e analise cada um dos objetivos que você está adiando. Entenda a raiz do que está te impedindo de simplesmente retomar o caminho que você traçou lá nas suas promessas de ano novo. É o medo da mudança? É uma agenda apertada? É a falta de motivação? Seja honesto consigo mesmo, isso é muito importante.

Foque em dar pequenos passos


Quando definimos uma grande meta, olhar para ela inteira pode assustar um pouco. Por exemplo, você decidiu juntar uma quantia x de dinheiro até o final do ano e até agora não conseguiu poupar nada.

Se você focar apenas na soma final é muito provável que comece a achar sua meta impossível de ser realizada, mas se você dividir o valor que precisa ser poupado em pequenas parcelas que você vai juntar ao longo das semanas o objetivo se torna mais realista.

A cada semana que você conseguir poupar ganha um pouco mais de ânimo para seguir com o plano.

Seja qual for o seu objetivo, divida ele em pequenos passos que você possa começar hoje mesmo.

Organize sua rotina

A parte mais difícil em adquirir, ou retomar, hábitos é manter a disciplina e a constância até que eles se tornem realmente parte da nossa vida. Por isso incluir nossas pequenas metas na rotina diária é de grande ajuda.

Existem vários aplicativos para organização pessoal, você pode escolher um e ir adicionando os passos que precisam ser concluídos diariamente. Não é necessário reescrever toda a sua rotina, use os padrões existentes e vá encaixando pequenas tarefas que farão uma grande diferença no longo prazo.

Por exemplo:

Após colocar a água do café para ferver todas as manhãs, vou tomar um copo de água.

Todas as noites, ao desligar a luz e me preparar para dormir, vou pensar em cinco coisas pelas quais sou grato.

Mantenha o ritmo

É comum cometermos deslizes enquanto estamos seguindo a rotina que desenhamos com tanto esforço. Por exemplo, quando estamos seguindo um plano alimentar e somos convidados para um rodízio de pizza. Geralmente nossa primeira reação é querer jogar tudo para cima por conta disso.

Se você está empenhado em construir novos hábitos não pode deixar que esses pequenos deslizes entrem na sua mente. Um dia sem ir à academia não prejudica todo o treino que você vem fazendo.

Apenas volte para a sua lista de metas e siga cumprindo cada uma delas. Quando tenho um dia corrido e não consigo escrever um post para o blog, tento digitar pelo menos um parágrafo e vou seguindo a vida.

Reconheça seu sucesso



Cada pequena vitória na construção de uma nova rotina é digna de celebração. É muito importante que você reconheça quando está fazendo um bom trabalho.

Se sua meta é levantar uma hora mais cedo todos os dias, e ao longo da última semana você conseguiu sair da cama 15 minutos antes do horário de sempre, comemore.

Mantenha-se de bom humor e você vai perceber como consegue se manter motivado para continuar.

Esqueça o que você não pode controlar

Ao longo do caminho vamos nos deparar com muitos obstáculos, que podem ser pequenos ou bem significativos. Problemas menores são muito mais fáceis de superar, mas para voltar a se concentrar na sua caminhada é importante que em ambos os cenários: concentre-se apenas no que você pode controlar.

Não perca seu tempo pensando “e se?” ou esperar até “quando” porque esse tipo de pensamento não vai te levar a lugar nenhum. Não diga, ou pergunte a si mesmo:

“As coisas vão melhorar quando…”

“Vou voltar aos trilhos quando…”

“E se isso nunca tivesse acontecido?”

“Onde eu estaria na vida se não tivesse que lidar com isso?”

Esses pensamentos são formas que usamos para procurar desculpas. Eu sei, porque é uma mentalidade com a qual lutei no passado, e posso dizer que esses momentos perfeitos nunca chegam. Não passe o resto da vida esperando.

Pode parecer desconfortável estar onde você está agora, também pode não ser o lugar mais fácil para começar. Mas mesmo que suas circunstâncias não sejam perfeitas, você ainda pode fazer algum tipo de progresso. Não importa se é lento, confuso, feio ou difícil.

O progresso - qualquer tipo de progresso, por menor que seja - é sempre uma opção melhor do que se afogar em desculpas e reclamações perpétuas. Você não precisa ter tudo planejado para seguir em frente.

A motivação tem que vir de dentro


Sempre que você sentir que perdeu aquela centelha, impulso, motivação (como quiser chamá-lo), lembre-se de que a única pessoa que pode ajudá-lo a reencontrá-lo é você mesmo. Apenas você pode explicar porque deseja uma mudança na sua vida.

Nem sempre é tão simples quanto ler uma citação, assistir a um vídeo inspirador ou ler um capítulo de um bom livro de autoajuda. Essas coisas são legais, são importantes, mas, no fundo, a motivação não é algo que alguém pode simplesmente absorver de algum agente externo. Se fosse assim, quem sabe todos estaríamos vivendo nossas vidas dos sonhos.

Uma das coisas que me ajudam a reencontrar essa motivação é me fazer uma pergunta simples: por quê?

Por que eu queria aprender outro idioma?

Por que eu quero voltar a malhar?

Por que eu quero voltar para uma dieta baseada em vegetais?

Por que não estou disposto a desistir de escrever?

Depois de passar por alguns problemas, retomar os hábitos que definimos nas promessas de ano novo e reconstruir uma rotina pode ser muito difícil.

Procurando pela principal razão que nos levou a decidir nossas resoluções no início do ano. Recebemos toda a motivação de que precisamos para continuar. Porque, no fundo, sabemos que há muito significado por trás dessas metas que queremos alcançar.

Quando as coisas dão errado na vida, você geralmente tem duas opções. Você pode se permitir desistir ou pode voltar aos trilhos e perceber que sim, as coisas podem ser boas e divertidas novamente.


You May Also Like

0 comentários